Como fizemos?

Pãotrimónio

A ideia da exposição partiu de um desafio lançado pela Associação Terras Dentro. Era preciso dinamizar uma actividade de um Projecto maior que divulgasse o pão alentejano.

Sugerimos que fosse criada uma exposição, itinerante, fácil de montar e de levar a qualquer ponto do país para mostrar a história e a beleza do pão alentejano.

Demos-lhe nome, escolhemos os temas e escrevemos os textos entretanto traduzidos para inglês.  Mas queríamos mais. Queríamos provocar os visitantes e guardar as suas provocações para mostrar a outros.  Vai daí criámos o painel Opinipão, um painel para tecer respostas de forma rápida e divertida e, ao mesmo tempo, desenhar padrões e enquadrar as repostas num alentejanómetro.  Um alentejanómetro é uma escala que nós criamos para medir, em função das respostas “tecidas”, se o visitante gosta mais ou menos de pão alentejano. Ou melhor, tenta medir!

pão alentejano

Por último, porque é bom produzir e consumir local e ser sustentável em tudo aquilo que fazemos, pedimos ao super-serralheiro Manuel Fontainhas do Alandroal para construir a estrutura da exposição. Esta tinha que ser resistente, barata, desmontável e que funcionasse com outras exposições.

Foi assim. Se gostou, também vai gostar de ver a exposição Pãotrimónio na sua terra.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Para saber como, contacte aqui.

opinipao em construção2
Da parede da nossa sala I
opinipao em construção 1
Da parede da nossa sala II

pão alentejano

como400
Para qualquer parte do mundo. Para todos!

Ficha técnica

Concepção e textos da Exposição Pãotrimónio/Breaditage: Fernando Moital

Coordenação do Projecto: Francisca Valério (Associação Terras Dentro)

Design: Alexandra Mariano

Estruturas: Manuel Fontainhas

Créditos fotográficos: Ana Carolina Santos, Fernando Moital, Jerónimo H. Coelho, Jessica Ladeira, Marcolino Silva (Arquivo Fotográfico de Évora) , Mónica Santos, Ricardo Fernandes, Teresa Batista e  Vitor Moreira.

Impressão dos painéis: Luís Farias