Quando as crianças são chamadas a pensar…Montoito

Quando as crianças são chamadas a pensar o espaço onde habitam

Julho 2018 no  Centro Lúdico de Montoito (Redondo ,Évora) com  o propósito  de contar a História Azinheira Sinaleira. Esta história  remete para a transformação da paisagem ocorrida por via da construção da Barragem de Alqueva e para o “super-poder” da crianças ao serem chamadas para participarem em soluções.
A ocasião serviu de pretexto para viajar pela paisagem de Montoito do séc. XIX (cartas Perry) e XXI (Google maps). A paisagem, um conceito plástico e dinâmico sobre o qual todos agimos.

montoito cartas
As duas sessões foram participadas por dois grupos de crianças (6-10 anos e 10-15 anos).
Subjacente à história esteve uma interpretação alargada do Artigo 12 da Convenção dos Direitos das Crianças no qual se defende que  “Os Estados garantem à criança com capacidade de discernimento o direito de exprimir livremente a sua opinião sobre as questões que lhe respeitem, sendo devidamente tomadas em consideração as op
iniões  da criança, de acordo com a sua idade e maturidade”. 

Inspirados  no citado Artigo, conduzimos um pequeno exercício com as crianças e jovens presentes: se pudesses ajudar a pensar e construir Montoito, o que farias? Esse pequeno exercício, depois de discutido, foi transcrito para umas folhas gigantes de papel. 

Capturar6
Os documentos foram posteriormente remetidos ao presidente do município com conhecimento às próprias crianças.
É nossa convicção que este tipo de exercícios, mesmo quando conduzidos  com crianças tão jovens  pode ter efeitos a curto e longo prazo na construção de uma cidadania mais participada com  benefícios para todos também por via das soluções propostas. Cultiva também a reflexão e a discussão em grupo.
Recordamos que isto foi feito em 2 sessões ao longo de um dia apenas. 
Nem conseguimos imaginar se fosse feito durante um ano com as crianças de uma  aldeia inteira.

Capturar3

Capturar5Capturar2

aa

a2

Última actualização: 13/11/2018

Anúncios